Conservação relativa aos peixes de água doce

09/06/2009 at 05:45 (Conservação, Peixes, Vertebrados)

Cerca de 40 por cento das espécies de peixes vive nas águas doces do mundo, e todas elas estão ameaçadas pela alteração e poluição de lagos, riios e das corredeiras.  As drenagens, as represas, a canalização e as mudanças dos cursos dos rios criam habitats que não são capazes de sustentar os peixes nativos. Talvez, a mais ameaçada das espécies de peixe seja uma com a menor distribuição dentre os vertebrados. O pequeno Cyprinodon diabolis que vive em um único lago, em uma porção especial do Monumento Nacional do Vale da Morte, ao sul de Nevada. Enquanto seu habitat possui 17 metros por 3 metros de área, esta espécie passa toda a sua vida na superfície, coberta de algas, com somente 18 m² de área. Embora nenhuma outra espécie seja tão limitada em sua distribuição, muitos outros peixes da região estão limitados a um único lago ou nasecente. A atividade humana na região esta ameaçando esta pequena espécie e outros peixes isolados. Fazendeios locais e cidades, tão distantes quanto Las Vegas, estão bombeando água do aquífero que abastece os lagos. A água nos aquíferos é fóssil – ela estava lá desde o final das glaciações do Pleistoceno (1,7 milhão de anos) – e não é reposta pelas chuvas ou pelo derretimento da neve. A retirada de água fóssil é como a do petróleo; o nível cai até que toda a reserva acabe. Os níveis dos lagos estão caindo; e, ao menos que os aquíferos sejam protegidos, o habitat deste pequeno ciprinídeo irá secar e a espécie será extinta.

Cyprinodon diabolis

Cyprinodon diabolis

 Além da perda e da degradação física do habitat do peixe, as águas doces, em boa parte do mundo, estão poluídas por dejetos químicos tóxicos de origem humana. Isso é especialmente verdadeiro para as nações ocidentais e para as regiões urbanizadas. Os Estados Unidos teve, em anos mais recentes, mais de 2400 casos de fechamentos anualmente de praias e rios para o uso humano devido à poluição. Os locais perigosos para a presença de humanos, geralmente, são letais para os organismos que ali vivem! Das quase 800 espécies de peixes nativos de água doce dos Estados Unidos, cerca de 20 por cento são consideradas ameaçadas. Até 85 por cento da fauna de peixes, em alguns estados, esta em perigo, ameaçada ou merece atenção especial. Esses problemas são globais como indicam os dados similares da Austrália. Infelizmente para a maioria das regiões do mundo têm-se poucos registros sobre a biota de água doce para indentificar regiões de situações críticas.

POUGH, H. F., JANIS, C. M. & HEISER, J. B. A Vida Dos Vertebrados 4ª Edição, Atheneu Editora, São Paulo, 2008.

UNMACK, P. J. 2001. Biogeography of Australian freshwater fishes. Journal of Biogeography. 28: 1053-1089. 

http://www.peter.unmack.net/biogeog/threat/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: